Para que serve a vitamina B12 no corpo humano

Para que serve a vitamina B12 no corpo humano?

A vitamina B12, faz parte de uma família de compostos denominados genericamente de cobalamina.

Pode ser encontrada nas formas de metilcobalamina, hidroxicobalamina, aquacobalamina e deoxiadenosilcobalamina.

É uma vitamina encontrada em alimentos de origem animal e vegetal.

É uma vitamina essencial para organismo e por conta disso precisa ser consumida pela alimentação e/ou suplementação.

É uma vitamina hidrossolúvel, produzida exclusivamente por microorganismos, sendo por tanto, encontrada em alimentos de origem animal como carnes, leites e derivados, peixes e ovos.

Dessa forma, quando os animais entram em contato com bactérias, acabam concentrando essa vitamina em seus tecidos.

A absorção de vitamina B12 pelos humanos depende de um sistema gastrointestinal saudável e integro.

Depois do processo digestivo, a cobalamina livre é, então, ligada ao fator intrínseco (produzido pelas células do estomago) que posteriormente será auxiliará a vitamina B12 ser absorvida e ser lançada para na circulação ligada a um transportador e levará até um tecido alvo.

Com isso a vitamina B12 será utilizada nas suas funções.

A cobalamina dentro das células é essencial para diversas reações bioquímicas, que fazem parte do funcionamento do organismo.

Uma das funções que a cobalamina desenvolve é sua função como co-fator para duas enzimas: metionina-sintase e metionina e L-metilmalonil-coA~mutase.

Essas enzimas são responsáveis por processos metabólicos que envolvem outras vitaminas, modulação de genes, manutenção da bainha de mielina (permite a condução de impostos elétricos ao longo dos neurônios.

Outra função da cobalamina se refere a produção de energia, sem a vitamina B12, um dos nutrientes do ciclo de Krebs não poderia ser reutilizado para a formação de energia.

Além disso, essa mesma função da vitamina B12 faz com que haja a síntese do grupo heme na formação de hemoglobina.

Por conta disso, a deficiência de vitamina B12 é uma das deficiências de vitaminas que mais causa distúrbios metabólicos no organismo, levando a sérias doenças.

Em alguns países, alguns estudos epidemiológicos mostraram uma prevalência da deficiência de vitamina B12 na população geral próxima a 20%.

Nos países em desenvolvimento como Índia, México e Guatemala, é verificado uma alta deficiência de vitamina B12 em gestantes, lactantes e crianças em período de amamentação.

Além disso, estudos com crianças maiores, não-lactentes como no México e Venezuela mostram uma prevalência de 33%-52% no grupo estudado baixos níveis plasmáticos de vitamina B12.

Para que serve a vitamina B12 no corpo humano?

A vitamina B12 é uma das principais vitaminas envolvida com a síntese de DNA e RNA. Todos os dados do nosso corpo e identidade conseguimos através do DNA.

O DNA é o responsável por todos os nossos dados, formação celular, ele armazena todas informações genéticas do nosso organismo. 

A vitamina B12 é responsável por proteger os cromossomos que compõe o DNA, diminuindo o risco na geração de células danificadas.

Em questão da sua função nas hemácias, a cobalamina é essencial na formação, integridade e maturação das hemácias (células vermelhas sanguíneas).

Na deficiência de vitamina B12, ocorre uma disfunção nas hemácias, aumentando de volume e o tamanho do nucleio, ocorrendo uma desproporção no citoplasma das hemácias. Esse distúrbio é caracterizado pela Anemia Megaloblástica.

Além da importância da vitamina B12 para as hemácias, a deficiência de vitamina B12 pode causar distúrbios ao sistema nervoso central.

Isso porque a vitamina B12 tem a função de para o desenvolvimento e manutenção das funções nervosas. A vitamina B12 é responsável pela produção da bainha de mielina. A função da bainha de mielina é proteger os neurônios, ela funciona como uma capa de proteção. Ela permite a condução dos impulsos elétricos pelos neurônios.

Alguns estudos já estão correlacionando a deficiência de vitamina B12 como uma das causas da doença de Mal de Alzheimer.

Outra função cerebral da vitamina B12 é referente ao quadro de depressão. Um estudo publicado no The American JournalofPsychiatry verificou que boas níveis de cobalaimina estão relacionadas com uma menor incidência de depressão.

A cobalamina ainda é relacionada com uma a regeneração dos músculos e a manter as reservas de energia. Isso porque a vitamina B12 auxilia na síntese de creatina.

A creatina que é uma das proteínas mais utilizada como fonte de energia nos treinos de força e potência. Tem a função de diminuir a percepção de esforço e aumentar o ganho de massa muscular.

Outas funções da vitamina B12 são relacionadas com o sistema imunológico, metabolismo energético de carboidratos, gorduras e proteínas.

Vitamina B12 auxilia:

– Na formação de células vermelhas do sangue;

– No funcionamento do sistema imune;

– No Metabolismo energético;

– No metabolismo dos carboidratos, proteínas e gorduras;

– No metabolismo da homocisteína;

– No processo de divisão celular.

Benefícios da suplementação com vitamina B12:

  • Idosos;
  • Para gastrite atrófica;
  • Hipocondria;
  • Vegetarianos estritos;
  • Fraqueza, fadiga muscular;
  • Sobrecarga hepática;
  • Infecções por H.pylori, disbiose;
  • Anemia megaloblástica.

Quais os sintomas da falta de vitamina B12?

Os sintomas ocasionadas pela deficiência de vitamina B12 estão relacionados muitas vezes com distúrbios no intestino, falta de ingestão de alimentos fontes, problemas de ingestão. Cada pessoa pode desenvolver um ou mais sintomas com a deficiência de vitamina B12, é muito individualizado. Os sintomas mais vistos são:

  • Fraqueza, falta de energia;
  • Pele amarelada (icterícia);
  • Fadiga, letargia;
  • Cansaço, irritabilidade;
  • Sentimento de tristeza recorrentes.
  • Anemia perniciosa;
  • Palpitações e dificuldade em respirar;
  • Perda da sensibilidade e formigamento nas mãos e nos pés;
  • Problemas relacionados com a visão;
  • Falta de concentração, perda da memória e confusão mental;
  • Possibilidade de demência;
  • Perda de peso por falta de apetite sem motivos;
  • Pode ocorrer feridas na boca e língua.

O que causa a vitamina B12 baixa?

A deficiência de cobalamina é causada por ingestão alimentar inadequada, produção prolongada de ácido estomacal (acloridria), problemas de absorção hereditária ou absorção intestinal prejudicada, insuficiência renal, deficiência de folato (mais comum) ou outros problemas médicos.

A deficiência de cobalamina, particularmente quando causada por acloridria, é a causa mais comum de anemia crônica em idosos. Isso se deve a dois fatores: 1) os depósitos de pigmento em seus eritrócitos terminais são mais resistentes à destruição e 2) a absorção de ferro na dieta diminui com o avançar da idade.

A deficiência de cobalamina é sempre acompanhada por anemia hipocrômica. Os achados comuns incluem palidez, fadiga, irritabilidade, perda de apetite, fraqueza, constipação e perda de peso.

A falta de cobalamina pode ser exacerbada pelo consumo crônico de álcool porque interfere na absorção intestinal de cobalamina.

Esta condição é chamada de síndrome de má absorção de cobalamina e resulta em uma forma grave de deficiência de cobalamina.

A síndrome de má absorção de cobalamina também pode ocorrer em pacientes que foram submetidas a gastrectomia total ou cirurgia pós-parto para uma mucosa gástrica atrófica. Pacientes com gastrectomia total também apresentam risco aumentado de outras deficiências de vitaminas.

Qual o valor ideal de vitamina B12 no organismo?

A necessidade de uma ingestão diária de cobalamina para o funcionamento ideal do sistema nervoso foi sugerida por estudos epidemiológicos. No entanto, a ingestão média nos Estados Unidos parece ser inadequada. A dose diária recomendada (RDA) para a cobalamina é de 2 mg / dia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo diário médio de 2,4 microgramas (mcg) de vitamina B12 para adultos.

Como a vitamina B12 não é sintetizada pelo nosso organismo, a única forma de obtê-la é por meio do consumo de alimentos ricos na vitamina e/ou da suplementação.

Oprincipal local de armazenamento da cobalamina é o fígado. Pode ser armazenado no rim, baço e medula óssea, mas não em uma quantidade significativa.

Como resultado desse armazenamento eficiente, a deficiência aguda de cobalamina pode causar danos neurológicos irreversíveis em 6 meses sem tratamento.

A anemia perniciosa costuma ser acompanhada por sintomas neurológicos (por exemplo, demência).

O significado clínico de baixos níveis de cobalamina não foi provado. A deficiência de cobalamina está associada a acentuado comprometimento das reações de mutilação no corpo, e foi relatado que causa distúrbios neurológicos, frequentemente começando com confusão e levando à demência.

Como repor vitamina B12?

A reposição de vitamina B12 pode ser feita pelo aumento na ingestão de alimentos fontes de cobalamina ou pela suplementação.

Como falado anteriormente, a vitamina B12 é sintetizada exclusivamente pelas bactérias. Os animais que entram em contato com essas bactérias, armazenaram a vitamina b12 e dessa forma, serão as fontes alimentares desta vitamina.

Abaixo uma tabela com as principais fontes de vitamina B12 em 100g de alimento:

AlimentosQuantidade de vitamina B12 em 100g
Fígado70 mcg
Mariscos99 mcg
Ostras26 mcg
Coração cozido14 mcg
Atum10 mcg
Truta7,4 mcg
Leite (244 ml)0,88 mcg
Ovos (2 unidades)0,44 mcg

Muitas vezes precisa unir mais de uma fonte alimentar para se ter bater a quantidade recomendada diária.

É importante avaliar se existe uma restrição no consumo dos alimentos fontes, para se avaliar a necessidade da cobalamina ser suplementada.

A suplementação de vitamina B12 é ideal para casos mais específicos que não existe a possibilidade de se conseguir atingir as quantidades pela ingestão de alimentos.

Por ser um método natural e não invasivo, a suplementação é uma ótima opção para aqueles casos mais específicos como: vegetarianos estritos, indivíduos que não consome algum alimento fonte, indivíduos com problemas de digestão e absorção entre outros. Sempre consulte o médico ou nutricionista antes de iniciar qualquer suplementação.

No caso da vitamina B12, não existe uma toxidade com o excesso da mesma, pois o excesso pode ser eliminado pela urina, visto que a cobalamina é uma vitamina hidrossolúvel. Ainda assim, é importante a intervenção com um profissional, para orientar as quantidades corretas e individualizadas.

Qual a melhor forma de tomar vitamina B12?

A cobalamina pode ser consumida via alimentar ou suplementação. No caso da suplementação, é utilizada cápsulas com a quantidade recomendada pelos órgão da saúde como ANVISA, DRI, OMS entre outras.

A suplementação visa aumentar os níveis da vitamina ingerida, sem prejudicar a absorção, visto que muitos suplementos possuem compostos para aumentar a biodisponibilidade das vitaminas.

No caso da vitamina B12, outras vitaminas do complexo B auxiliam na sua sinergia e nas funções no organismo.

Como a suplementação é uma estratégia simples, não invasiva, natural, é muito interessante para algumas pessoas que precisam do aporte de cobalamina e aumentar os níveis dessa vitamina.

Abaixo alguns exemplos de condições que são beneficiadas pela suplementação de cobalamina.

É importante verificar na aquisição da vitamina B12 se a suplementação atinge as necessidades recomendadas por dia.

Também é importante verificar qual é matéria prima utilizada como cobalamina, normalmente as melhoras formas químicas da vitamina B12 para suplementação são: metilcobalamina e cianocobalamina. Além disso, deve verificar se a empresa tem os registros corretos com a Vigilância Sanitária, assim como os certificados de controle de qualidade.

Em conclusão, a cobalamina é uma das principais vitaminas do complexo B, essencial para sobrevivência das células e tecidos.

Pode ser armazenada no organismo e é utilizada para diversas funções, dentre elas: produção de hemácias, controle da homocisteína, divisão celular, sistema imunológico, entre outros.

Sua deficiência pode acarretar em deficiências e distúrbios relacionados com anemia, fraqueza, patologias associadas ao sistema nervoso, como demência, entre outras.

A suplementação é visa melhorar os níveis de cobalamina no organismo. Sempre verifique a qualidade da suplementação.

Redatado por: Taynara Caroline da Silva – Nutricionista CRN3-49395

COUSSIRAT, Caroline. Prevalência de deficiência de vitamina B12 e ácido fólico e sua associação com anemia em idosos atendidos em um Hospital Universitário. 2010. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Disponível em: https://repositorio.pucrs.br/dspace/bitstream/10923/3711/1/000428455-Texto%2BCompleto-0.pdf

FUTTERLEIB, Alexandre; CHERUBINI, Karen. Importância da vitamina B12 na avaliação clínica do paciente idoso. Sci. med, p. 74-78, 2005. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-445243

GARCIA, Gilberto et al. Homocisteína, folato e vitamina B12 em pacientes colombianos portadores de coronariopatia. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 89, n. 2, p. 79-85, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abc/a/7mmQ45p7tFDwfG6TBQ9JyjB/?lang=pt

PANIZ, Clóvis et al. Fisiopatologia da deficiência de vitamina B12 e seu diagnóstico laboratorial. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, v. 41, n. 5, p. 323-334, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/jbpml/a/ds8PKDSTTBsXBhtfHqncT8M/?lang=pt

STRECK, Emilio Luiz; MARTINS, Jhonatan Telmo; CARVALHO-SILVA, Milena. Efeitos da deficiência de vitamina B12 no cérebro. Inova Saúde, v. 6, n. 1, p. 192-207, 2017. Disponível em: http://periodicos.unesc.net/Inovasaude/article/view/3058

 

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Nutricionista - Taynara Caroline

Taynara Caroline

Instagram: @nutritaay

Ver Perfil

Nutricionista com 4 anos em experiência em consultoria em empresas, consultório, desenvolvimento de conteúdos para sites, blogs e redes sociais sobre qualidade de vida, saúde, bem-estar, emagrecimento, receitas e alimentos. 

Taynara Caroline é registrada no Conselho Regional em São Paulo, pelo CRN° 49635. Graduada pelo Centro Universitário São Camilo em São Paulo, SP em 2017 e Pós Graduada em Nutrição Esportiva Funcional na Instituição VP Centro Nutrição Funcional (2019) Além disso possui curso de Personal Diet pelo centro SENAC.

Nutriblue

Nutriblue

Suplementos Nutricionais e Vitaminas

Posts Relaciondos

Fechar Menu
15585

Inscreva-se agora e ganhe 5% de desconto em nossa loja!

15856
15585

Parabéns!
Use agora o cupom informado abaixo em nossa loja virtual!

vimdoblog

× Precisa de Ajuda?