quais são os beneficios da biotina

Quais são os benefícios da biotina?

A biotina, também conhecida como vitamina B7, é uma vitamina do complexo B essencial para um bom funcionamento do organismo, uma vez que suas funções estão relacionadas com o metabolismo de nutrientes.

Além de ser uma vitamina importante para a estrutura capilar e da pele.

As vitaminas do complexo B atuam em sinergia, ou seja, uma depende da outra para realizar suas funções e com a biotina não seria diferente.

A biotina é considera uma vitamina hidrossolúvel, ou seja, em casos de excessos, ela é eliminada via urina.

Pela alimentação pode ser encontrada de duas formas: livre e ligada a proteína.

Na forma livre suas fontes alimentares são vegetais, frutas, leite materno e germe de arroz. Já na sua forma combinada, é encontrada em alimentos de origem animal.

Sua atuação no organismo depende de níveis adequados para desempenhar todas as suas atribuições.

Esta vitamina não é produzida pelo organismo, precisa ser consumida via alimentação e/ou suplementação, embora algumas bactérias intestinais possam produzir uma pequena quantidade de biotina.

Alguns sinais clínicos podem ser verificados com a deficiência de biotina como: dermatite esfoliativa na região de olhos, nariz e boca, conjuntivite, descoloração da pele e mucosas, furunculose, seborreia do couro cabeludo e dores musculares.

Casos de hipervitaminosa da biotina é difícil de encontrar, isso porque o excesso de vitaminas hidrossolúveis é eliminado via urina.

A biotina tem benefícios associados ao metabolismo energético, metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras, manutenção de mucosas, manutenção de pele e cabelos.

Benefícios da biotina

A biotina como já falado anteriormente exerce papeis importantes para o organismo, metabolismo, sistema imunológico, estruturas como canelos e pele.

Abaixo iremos listar os principais benefícios e papeis da biotina no organismo:

Metabolismo energético:

A biotina tem papel fundamental no metabolismo energético, isso porque ela atua como cofator de enzimas.

Essas enzimas realizam as reações de carboxilação, exemplo dessas são a acetil-coA carboxilase e a piruvato carboxilase.

A acetil-coA carboxilase é uma enzima que tem a função de adicionar um coA na cascata de formação das gorduras – ácidos graxos. Já a piruvato carboxilase tem a função de formar o oxaloacetato (composto intermediário do ciclo de Krebs) a partir do piruvato.

Estas duas enzimas são dependentes de biotina. Na ausência de biotina, a cascata de formação de energia a partir dos alimentos não funcionaria corretamente.

Metabolismo de carboidratos, lipídeos e proteínas:

A biotina é necessária para a formação de ácidos graxos e para o catabolismo (quebra) de lipídeos e aminoácidos.

Além disso, participa de outras funções metabólicos no ciclo de Krebs (fase que antecede a cadeia transportadora de elétrons, mas conhecida como produtora de energia).

Na questão dos carboidratos, a biotina é responsável pela formação de glicogênio, esta molécula é a junção de várias glicoses. O glicogênio é nossa principal fonte de energia em períodos de jejum, fica armazenado no fígado e nos músculos. A quebra do glicogênio libera glicose para ser utilizada pelo organismo.

Absorção intestinal:

Como já foi falado anteriormente, as vitaminas agem em sinergia, ou seja, uma depende da outra para realizar as suas funções.

A biotina tem um papel importante no intestino, auxiliando na reabsorção da vitamina B5, B12 é ácido fólico.

Células sanguíneas:

A biotina contribui também o sistema imunológico, isso porque ela participa com a formação das células sanguíneas, exemplo dessas são as células do sistema imunológico, linfócitos e anticorpos.

Manutenção da pele e do cabelo:

Como uma das funções da biotina é justamente participar do metabolismo de proteínas, a biotina auxilia na manutenção dos cabelos e da pele.

Os fios capitares são compostos por proteínas, a queratina é uma proteína. Sendo assim, a biotina é uma vitamina essencial para a qualidade dos seus fios capilares.

Além do cabelo, a biotina desempenha função na pele, visto que uma das proteínas mais importantes para a saúde da pele é o colágeno. Por conta dessas funções a biotina é utilizada pela a estética, sendo adicionada em suplementos, produtos para fins estéticos.

É importante salientar que a saúde dos cabelos, bem como da pele e das unhas só ocorre se a sua alimentação estiver equilibrada com carboidratos, lipídeos e proteínas.

Isso porque, basicamente todas as células precisam de proteínas para a formação de enzimas, DNA, para as fibras musculares.

Quando você está em uma alimentação restritiva e começa a privar o consumo de alguns desses nutrientes, o organismo começa a dar menos prioridade para as estruturas como unhas, cabelos e pele, porque todo o organismo precisa deproteínas para desempenhar funções de sobrevivência. E é neste momento que o cabelo começa a cair, unha ficar quebradiça, pele seca.

Então não vai adiantar suplementar a biotina nestes casos, pois essa carência de outros nutrientes pode gerar uma condição de deficiência de proteína, fazendo com que o corpo escolha função básicas para a sobrevivência.

Então é muito importante a entrega de dos os grupos alimentares, todos os nutrientes tem um papel no nosso organismo e a privação de certos nutrientes pode levar o corpo

Sistema nervoso:

A biotina também tem funções no sistema nervoso.

Alopecia:

A alopecia androgenética é uma condição que acomete homens e mulheres entre 50 a 80 anos respectivamente.

É a forma mais comum de perda de cabelos nestas idades. Esta condição é genética e envolve fatores hormonais. 

Uma das aplicações clinicas da biotina é o seu uso para o tratamento da alopecia androgenética. Estudos já vem colocando uma dosagem especifica de biotina para o tratamento da alopecia androgenética.

Outras vitaminas concomitante a biotina estão sendo utilizadas para diminuir os sintomas dessa condição

As quantidades da biotina precisam ser avaliadas individualmente. O nutricionista irá avaliar o seu caso e dosar a melhor quantidade para sua individualidade.

A biotina é uma vitamina muito interessante e pode ser utilizada estrategicamente para algumas condições.

No entanto vale ressaltar que nenhuma vitamina age sozinha, além disso precisa ter uma alimentação equilibrada, e a praticada de exercícios físicos.

Pela alimentação conseguimos uma quantidade adequada de biotina, isso se for consumido os alimentos fontes.

Para caso mais específicos, ou alguma restrição alimentar, a biotina pode ser indicada na forma de suplementação.

A suplementação de biotina beneficia alguns casos mais específicos como: Indivíduos com dermatite; fortalecimento cabelo e pele; anormalidades em sistema nervoso, gestantes, candidíase, dislipidemias, deficiência de biotinidase, alopecia.

Cada caso irá precisar de uma dosagem diferente, uma quantidade individualizada de biotina.

Porém todas as vitaminas terão alguma finalidade e benefícios para a saúde, por isso é importante verificar com um nutricionista ou médico a prescrição da biotina, bem como outras vitaminas, assim você poderá ser orientado quanto a quantidades, dosagem etc.

É preciso também ficar atendo a qualidade das vitaminas, é importante verificar a matéria prima da marca que você está buscando. Busque sempre marcas que possuem controle de qualidade e certificados. 

Redatado por: Taynara Caroline da Silva – Nutricionista CRN3-49635

ANVISA.
UNTRAL (biotina). 2016. Disponível
em:< http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=

COZZOLINO
Silvia. Biodisponibilidade de nutrientes. 4º. Brasil: Manole Ltda,
2012.527-540.27246612016&pIdAnexo=4180868>.

DITTRICH,
João Ricardo. Efeito de niveis suplementares de biotina no
crescimento,estrutura e entegridade dos cascos de potros de 1 a 2 anos de
idade. 1994.

IBEROQUÍMICA.
Biotina. 2017. Disponível em:
https://www.iberoquimica.com.br/Arquivos/Insumo/arquivo-115609.pdf>.

INSTRUÇÃO
NORMATIVA – IN N° 28, DE 26 DE JULHO DE 2018. Disponível em: 
https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/34380639/do1-2018-07-27-instrucao-normativa-in-n-28-de-26-de-julho-de-2018-34380550

ROBERTO,
Telma Sígolo; MAGNONI, Daniel; CUKIER, Celso. Aplicações Clínicas dasVitaminas
do Complexo B. Instituto de Metabolismo e Nutrição (IMeN), 2014.Disponível
em:https://www.essentialnutrition.com.br/media/artigos/bcaalift/4.pdf

RUBERT,
Aline et al. Vitaminas do complexo B: uma breve revisão. Revista Jovens

Pesquisadores,
v. 7, n. 1, p. 30-45, 2017. Disponível
em:https://online.unisc.br/seer/index.php/jovenspesquisadores/article/view/9332/6112

VANNUCCHI,
V.; CUNHA, C. F. S. Vitaminas do Complexo B: Tiamina, Riboflavina,Niacina,
Piridoxina, Biotina e Ácido Pantotênico. Série de Publicações ILSI Brasil,2009.
Disponível em:
http://ilsi.org/brasil/wp-content/uploads/sites/9/2016/05/09-Complexo-B.pdf

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Nutricionista - Taynara Caroline

Taynara Caroline

Instagram: @nutritaay

Ver Perfil

Nutricionista com 4 anos em experiência em consultoria em empresas, consultório, desenvolvimento de conteúdos para sites, blogs e redes sociais sobre qualidade de vida, saúde, bem-estar, emagrecimento, receitas e alimentos. 

Taynara Caroline é registrada no Conselho Regional em São Paulo, pelo CRN° 49635. Graduada pelo Centro Universitário São Camilo em São Paulo, SP em 2017 e Pós Graduada em Nutrição Esportiva Funcional na Instituição VP Centro Nutrição Funcional (2019) Além disso possui curso de Personal Diet pelo centro SENAC.

Nutriblue

Nutriblue

Suplementos Nutricionais e Vitaminas

Posts Relaciondos

Fechar Menu
15585

Inscreva-se agora e ganhe 5% de desconto em nossa loja!

15856
15585

Parabéns!
Use agora o cupom informado abaixo em nossa loja virtual!

vimdoblog

× Precisa de Ajuda?