colageno-pele

Qual a diferença do colágeno hidrolisado para o não hidrolisado?

Você sabia que existem diferentes tipos de colágeno? Só no organismo são 27 isoformas encontradas em diferentes tecidos. Nos suplementos de colágeno também existem diferenças.

Denominamos de “colágeno” um conjunto de proteínas encontradas em tecidos conjuntivos pelo corpo.

O colágeno então é uma proteína estrutural que dá sustentação e proteção a diversos tecidos e órgãos. Presente na pele, tendões, ligamentos, cartilagens, artérias, músculos, ossos, cabelos e unhas, representa cerca de um terço de toda proteína que existe no organismo.

Sua estrutura e função são determinadas pela sequência dos aminoácidos que o formam bem como o seu local de atuação. Dessa forma, pode variar de um gel macio a fibras altamente resistentes.

Dentre os tipos de colágeno já identificados, o tipo I é o mais comum, representando até 90% de todo o colágeno corporal, encontrado na pele, tendões, ligamentos, cabelos e unhas.

O colágeno Tipo II é o que chamamos de cartilagem, ou seja, se apresenta na forma de um gel e amortece os impactos. É encontrado principalmente nas articulações.

Outros tipos de menor interesse farmacêutico, mas com importantes funções são o colágeno Tipo III com função de sustentação de órgãos internos, como baço, fígado, rins, estômago, intestinos, entre outros.

O tipo IV com função de revestimento de órgãos, o tipo V que contribui nos ossos e tendões, o tipo VI encontrado no sangue e na placenta, o tipo VII e VIII que formam algumas células endoteliais e o tipo IX é encontrado na retina e na córnea.

Por conta de tanto tipos de colágeno, existem também diferentes suplementos, os mais conhecidos são o colágeno tipo 1 e o colágeno tipo 2. Enquanto o primeiro se encontra na sua forma hidrolisada, o segundo mantém a estrutura da proteína intacta.

O colágeno hidrolisado e o não hidrolisado são suplementos de colágeno diferentes, sendo que cada um possui suas estruturas moleculares e indicações.

O colágeno hidrolisado é um suplemento de colágeno tipo I obtido do osso e cartilagem bovina.

Recebe esse nome porque passa pelo processo de hidrólise onde suas moléculas de proteína são quebradas em partículas menores.

Como possui um menor peso molecular ele passa a ser mais facilmente absorvido pelo organismo.

O colágeno hidrolisado (tipo 1) pode ser utilizado para melhorar os aspectos estruturais do organismo, tais como: fios capilares, unhas, dentes. Além disso, estudos estão correlacionando bons níveis de colágeno com a perda de peso.

colágeno não hidrolisado (tipo 2) é a estrutura da proteína intacta, ou seja, não desnaturada.

É produzido através de um processo de produção não enzimático a baixas temperaturas. O resultado é um suplemento de colágeno puro, sem nenhuma alteração na sua molécula, permitindo que ele atue em conjunto com o sistema imunológico.

O colágeno não hidrolisado é indicado como auxiliar no tratamento da artrite reumatoide e osteoartrite, já que atua nas cartilagens e articulações melhorando a mobilidade e reduzindo a dor.

Qual o melhor colágeno hidrolisado ou não hidrolisado?

Os suplementos de colágeno estimulam a produção natural de colágeno pelo organismo. Como existem diferentes tipos de colágeno, é importante que se escolha o suplemento correto para cada caso.

Assim, não existe o melhor suplemento, mas sim o mais indicado para os efeitos que você deseja.

O colágeno hidrolisado é o mais conhecido. Como é do tipo 1, ele serve para melhorar a pele, aumentando a sua firmeza e elasticidade e consequentemente, melhorando e prevenindo rugas, celulite e estrias.

Por isso, o colágeno hidrolisado é muito difundido no meio cosmético, podendo ser encontrado na forma de pó, cápsulas, bebidas, balas, cremes, entre outros.

Ele também ajuda afortalecer as unhas e o cabelo, proteger o sistema circulatório e melhorar a construção muscular.

Embora traga inúmeros benefícios para a pele, não há comprovação de que o colágeno hidrolisado atue nos ossos e articulações.

Para otratamento da osteoartrite, artrite reumatoide e prevenção de danos articulares, o colágeno indicado é o colágeno não hidrolisado tipo II.

Componente em maior quantidade nas cartilagens, o colágeno tipo II protege as articulações e reduz as dores causadas por danos nas cartilagens.

A suplementação de colágeno hidrolisado é interessante para manutenção dessas proteínas e benefícios estruturais.

O colágeno hidrolisado pode agregar sua rotina alimentar, auxiliando nos aspectos de desconfortos,falta de mobilidade articulares e elasticidade.

Qual colágeno é bom para os ossos?

O colágeno tipo 2 tem papel importante na locomoção, sendo fundamental para evitar o contato e atrito entre os ossos e assim, possibilitar que o corpo se movimente.

Seja por razões inflamatórias, fraqueza muscular, envelhecimento, exercícios de impacto ou sobrepeso, as articulações se desgastam gerando inflamação e dor.

Essa degeneração ou desgaste da articulação é a artrose, também chamada de osteoartrose.

Há também os casos onde opróprio organismo considera o colágeno presente nas articulações como uma proteína estranha o destrói, como no caso da artrite reumatóidee osteoartrite.


Uma das maneiras de ajudar o corpo a repor o colágeno nas cartilagens das articulações é a suplementação com colágeno tipo 2 não hidrolisado.

Ao atuar estimulando a síntese natural de colágeno, ao mesmo tempo em que auxilia na diminuição da destruição da cartilagem articular, seu uso pode aliviar os sintomas, reduzir a inflamação e melhorar a saúde das articulações.

O colágeno tipo II representa cerca de 80-90% da proteína estrutural presente na cartilagem, formando uma rede fibrilar que proporciona dá resistência, tração e firmeza ao tecido cartilaginoso.

O uso do suplemento de colágeno não hidrolisado tipo II melhora a qualidade de vida para atividades diárias de pacientes com:

– Artrose e Osteoartrose;
– Artrite e Osteoartrite;
– Artrite reumatoide;
– Poliartrite reumatóide juvenil;
– Lesão articular;
– Lesão da cartilagem;

Seu uso também se mostra eficaz para praticantes de atividades físicas que buscam aumentar a força das articulações, prevenir de lesões ou amenizar dores e desconfortos durante ou após os treinos.

No mercado pode ser encontrado versões diferentes de colágeno hidrolisado ou não, agora você pode definir qual é a melhor opção para seu objetivo ou condição. Os tipos de colágeno vão te auxiliar na saúde das cartilagens, dores, desconfortos e falta de mobilidade articulares.

O colágeno pode ser obtido de fonte natural como de animais, ou não. Por isso, antes de comprar, atente-se a isso. Quando o colágeno for tipo 2 ele não foi desnaturado, ou seja, a proteína está na sua forma integra.


Dessa forma, pode agir juntamente com o sistema imunológico na redução da destruição da cartilagem das articulações.


Além de restabelecer o equilíbrio dessa proteína no organismo e fortalecer as articulações, o uso do suplemento de colágeno não hidrolisado é altamente tolerável pela maioria das pessoas.

Qual colágeno é bom para pele, cabelos e unhas? 

O colágeno é uma proteína abundante no organismo humano, sendo o tipo mais presente é o colágeno tipo 1.

É ele o responsável por manter as células da pele unidas, tonificadas e elásticas. Está presente também nos tendões, cabelos e unhas.

Dessa forma, o melhor colágeno para melhorando a firmeza e elasticidade da pele, evitar e reduzir rugas e celulites, bem como fortalecer unhas e cabelos é o suplemento de colágeno hidrolisado.

Obtido dos ossos e cartilagens bovinas, ele passa pelo processo de hidrólise onde sua molécula é quebrada em partículas menores que são melhor absorvidas e utilizadas pelo organismo na síntese de colágeno.

Dentre os principais benefícios do colágeno hidrolisado estão a melhora da saúde da pele e prevenção do envelhecimento precoce, uma vez que melhora a elasticidade da pele, evitando assim, a formação de rugas, flacidez, celulites e estrias.

Seu uso também podeacelerar o processo de cicatrização de pequenos cortes, arranhões e até contusões, uma vez que atua na produção de células novas.

Constituinte da fibra capilar, a falta de colágeno pode resultar em um cabelo quebradiço e com pontas duplas.

O consumo de colágeno hidrolisado pode melhorar os níveis de colágeno endógeno, melhorando dessa forma a distribuição de colágeno para as estruturas como os fios capilares e unhas.

Embora não seja utilizado como suplemento para auxiliar no emagrecimento, o colágeno já foi correlacionado com a perda de peso, visto que é uma proteína e uma das funções desse nutriente é o efeito sacietógenos causado, diminuindo a velocidade do esvaziamento gástrico, promovendo a sensação de saciedade. Nesta relação, a tendência é o indivíduo se satisfazer mais cedo.

O suplemento de colágeno hidrolisado é constituído basicamente por proteína, vitaminas e minerais, sendo livre de gorduras e açúcares.

Algumas vitaminas tem a função de melhorar a síntese (produção) de colágeno no organismo, como exemplo a vitamina C. Sabendo disso, algumas marcas já possuem a vitamina C na composição da cápsula de colágeno hidrolisado.

Desse modo, o colágeno é melhor aproveitado e tem seus efeitos sobre a pele, cabelos e unhas potencializados.

Qual alimento tem mais colágeno?

Além de ser sintetizado pelo próprio organismo, o colágeno pode ser encontrado em alguns alimentos e suplementos.

Alimentos que fazem parte da nossa dieta são ricos em colágeno e nutrientes que estimulam a produção natural de colágeno pelo corpo. 

Os alimentos que tem mais colágeno são as proteínas de origem animal, como carne vermelha e ovos.

Porém, seria necessária uma alta ingestão destes alimentos para suprir as necessidades diárias de colágeno. Portanto, mesmo sendo importante, o ideal é combinar uma alimentação balanceada com o uso de suplementos de colágeno.

Além das carnes e ovos, deve-se optar por uma dieta com alimentos ricos em vitamina C, vitamina E, cobre, selênio, zinco e silício para potencializar a absorção do colágeno e maximizar sua síntese.

Veja alguns alimentos que você deve incluir na dieta para melhorar os níveis de colágeno no organismo:

Carnes, ovos e peixes: além de ser fonte de colágeno, pois possuem aminoácidos essências para sua formação, são fontes de vitaminas do complexo B, que também auxiliam na síntese.

Frutas cítricas: ricas em vitamina C, nutriente essencial para a absorção e síntese de colágeno.

Além disso, são fontes de flavonóides, antioxidantes que combatem os radicais livres que causam danos celulares.

Vegetais verdes escuro: vegetais como couve, brócolis, espinafre e demais vegetais verde escuro aumentam os níveis de pró-colágeno na sua pele, além de combater os radicais livres.

Aveia: fonte de silício, um mineral que auxilia na saúde dos músculos, tendões, cartilagens e articulações.

Qual é a idade ideal para começar a tomar colágeno?

Mesmo sendo produzido naturalmente pelo organismo, o colágeno sofre uma diminuição gradativa em sua produção conforme envelhecemos.

Este menor nível de colágeno no organismo é o responsável pela flacidez da pele, aparecimento de rugas e fragilidade articular.

A suplementação com colágeno deve ser iniciada entre os 25 a 30 anos, independente da alimentação e hábitos, pois é nessa idade que a produção de colágeno pelo organismo começa a diminuir.

Porém, caso a pessoa abuse da exposição solar, tenha unhas fracas, cabelos quebradiços, não se alimente bem, tenha hábitos sedentários, sobrepeso, pratique atividades de alto impacto ou possua dificuldades na síntese de colágeno, o uso do suplemento pode ser iniciado antes.

A partir dos 30 anos, a suplementação é iniciada para prevenir o envelhecimento precoce e a flacidez da pele, bem como na manutenção da saúde dos ossos e articulações.

Já, após os 40 anos, a suplementação com colágeno é necessária para suprir os níveis de colágeno e melhorar a pele, fortalecer unhas, cabelos, ossos e articulações.

Como você viu, ossuplementos de colágeno mais comuns no mercado são o do tipo 1 e tipo 2. Ambos possuem diferentes finalidades, e, portanto devem-se considerar suas doses e usos em cada caso.

Independente do tipo de suplemento, a quantidade diária ideal de colágeno pode variar de pessoa para pessoa.

Fatores como peso corporal, idade, nível de colágeno, dieta, problemas de saúde, dificuldades de síntese de colágeno, são alguns que interferem na dose.

Entretanto, considera-se a dose média diária indicada de 2 gramas por dia.

Para saber a quantidade exata de colágeno que você deve ingerir diariamente, é importante procurar um médico ou um nutricionista para fazer todos os exames e determinar a dose adequada para cada problema que deseja tratar.

Assim como a dose, também não existe um melhor horário para consumo, podendo ser consumido de acordo com a preferência de cada paciente desde que se respeite a dose e os intervalos entre uma e outra.

Conclusão

Os suplementos de colágeno estão cada vez mais aperfeiçoados. Procure pelo tipo certo para cada finalidade: o colágeno hidrolisado para pele, cabelos e unhas e o colágeno não hidrolisado para as articulações.

Opte sempre por marcas de confiança e com qualidade.

Revisado por: Taynara Caroline da Silva – Nutricionista CRN-3-49635

Bombana, Vanessa Barbieri; Zanardo, Vivian PolachiniSkzypek. Uso do colágeno hidrolisado na prevenção do envelhecimento cutâneo. Disponível em: http://www.uricer.edu.br/site/pdfs/perspectiva/161_750.pdf

JORGE, Pedro Baches et al. Diferença na degeneração articular de acordo com o tipo de esporte. Revista Brasileira de Ortopedia, v. 54, n. 5, p. 509-515, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-36162019000500509&script=sci_arttext&tlng=pt

Martins, Francisco Isaque et al. Colágeno hidrolisado: beneficios do uso oral. Mostra Científica da Farmácia, [S.l.], v. 5, mar. 2019. ISSN 2358-9124. Disponível em:

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Nutricionista - Taynara Caroline

Taynara Caroline

Instagram: @nutritaay

Ver Perfil

Nutricionista com 4 anos em experiência em consultoria em empresas, consultório, desenvolvimento de conteúdos para sites, blogs e redes sociais sobre qualidade de vida, saúde, bem-estar, emagrecimento, receitas e alimentos. 

Taynara Caroline é registrada no Conselho Regional em São Paulo, pelo CRN° 49635. Graduada pelo Centro Universitário São Camilo em São Paulo, SP em 2017 e Pós Graduada em Nutrição Esportiva Funcional na Instituição VP Centro Nutrição Funcional (2019) Além disso possui curso de Personal Diet pelo centro SENAC.

Nutriblue

Nutriblue

Suplementos Nutricionais e Vitaminas

Posts Relaciondos

Fechar Menu
15585

Inscreva-se agora e ganhe 5% de desconto em nossa loja!

15856
15585

Parabéns!
Use agora o cupom informado abaixo em nossa loja virtual!

vimdoblog

× Precisa de Ajuda?