Vitamina D3: para que serve?
vitamina d3 pra que serve

Vitamina D3: para que serve?

Vitamina D3: para que serve?

A Vitamina D3, ou colecalciferol, desempenha papel fundamental em inúmeras funções do organismo.

Sua principal ação é na saúde dos ossos, ao regular a absorção e fornecimento de cálcio e fósforo. Dessa forma, atua ativamente nos ossos, intestino e rins a fim de fornecer concentrações suficientes para a proteção óssea.

Entretanto, este é apenas um dos benefícios da vitamina D3. Novas pesquisas mostram que ela é essencial para o equilíbrio de diversos órgãos e células do corpo.

A vitamina D é um dos nutrientes mais importantes para o organismo, justamente por ter diversos de usos.

Assim como outros hormônios, a vitamina D liga-se a receptores específicos para executar as suas funções.  Os receptores de vitamina D são encontrados em uma variedade de tecidos, demostrando sua importância para diversos órgãos e tecidos.

Além de suas funções específicas, ainda é capaz de melhorar a absorção de outras vitaminas e minerais essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Quando falamos em vitamina D3, podemos relacioná-la a diversas ações, tais como melhora do sistema ósseo, cardiovascular, metabólico e imunológico.

Por aumentar a imunidade, a vitamina D pode auxiliar na prevenção de diversas doenças, tais como o câncer, diabetes e infecções virais.

Sendo assim, já se sabe que a deficiência de vitamina D está associada ao maior risco de desenvolver várias condições crônicas, como problemas cardiovasculares, infecciosos e tumores.

O que é vitamina D?

Vitamina D, também conhecida como calciferol, é na verdade o nome geral de um grupo de compostos lipossolúveis, cujas principais formas são a vitamina D2, ou ergocalciferol, que possui origem vegetal e vitamina D3, ou colecalciferol, de origem animal.

Por ser amelhor fonte de vitamina D, a vitamina D3 é comumente utilizada para a suplementação desta substância.

Conforme dito anteriormente, a vitamina D3 é de origem animal. Sendo assim, tem seu precursor na forma inativa presente na pele dos seres humanos e requer exposição aos raios ultravioleta para se tornar ativa.

É encontrada também em produtos de origem animal, como por exemplo, carnes, ovos, leite, salmão e sardinha.

Em suma, a vitamina D3 serve para manter o equilíbrio do organismo, tendo como principal a regulação do metabolismo do cálcio e do fósforo.

Dessa forma, promove o correto aproveitamento destes minerais ao aumentar sua absorção intestinal, bem como sua reabsorção renal e mobilizar esses minerais para os ossos, onde atuarão no seu desenvolvimento e manutenção do esqueleto, assim como na prevenção de fraturas e fragilidade óssea.

Esta homeostase promovida pela vitamina D também tem um papel direto no funcionamento correto de músculos, nervos, na coagulação do sangue, crescimento celular e produção de energia.

Quais são os benefícios da vitamina D3?

Os principais benefícios da vitamina D3 estão na melhora da saúde de ossos e dentes, além de aumento do sistema imunológico. Mas suas ações não se restringem a isso.

A vitamina D é importante para diferentes funções no organismo ao apoiar a função pulmonar, a saúde cardiovascular, sistema nervoso e cérebro.

A ação mais conhecida da vitamina D3 é na homeostase do cálcio e melhora da saúde óssea. A vitamina D é necessária para melhorar a absorção do cálcio nos intestinos e para recuperar o cálcio que seria excretado através dos rins.

Dessa forma, bons níveis de cálcio podem ser encaminhados para os ossos e dentes a fim de mantê-los fortes e saudáveis, além de prevenir fraturas e doenças, tais qual a artrite reumatoide e osteoporose.

Outro benefício da vitamina D3 é como fortalecedor do sistema imune. Dessa forma, melhora a resposta e protege o organismo contra gripes, alergias e até cânceres.

A suplementação com vitamina D3 durante o período de inverno pode reduzir o risco de manifestar gripe.

Níveis ideais de vitaminas D no organismo ajudam na regulação do crescimento celular, podendo inclusive reduzir o desenvolvimento de vários tipos de cânceres, ao retardar seu crescimento e desenvolvimento de vasos sanguíneos no tecido cancerígeno. Dessa maneira, atua reduzindo a proliferação das células cancerígenas.


Seu papel como modulador da imunidade, pode prevenir doenças autoimunes, tais como diabetes tipo I, lúpulo, artrite reumatoide, entre outras.

Pode também reduzir as chances de desenvolver diabetes tipo 2, pois as pessoas diabéticas frequentemente possuem  níveis insuficientes de vitamina D.

A deficiência de vitamina D está associado também ao maior  risco de doenças alérgicas, entre elas a asma e dermatite atópica.

A suplementação com vitamina D3 contribuiu ainda para a regulação das funções cardíacas, para a produção de insulina, manutenção do bom funcionamento do cérebro e bem-estar geral do organismo.

Benefícios da Vitamina D3:

– Ossos mais fortes e saudáveis

– Dentes fortes

– Auxiliar no tratamento da osteoporose

– Maior absorção de cálcio pelo organismo

– Melhora do sistema imunológico

Redução de gripes e resfriados

– Redução do risco de diabetes

Auxiliar na regulação dos níveis de insulina

Apoia a saúde do cérebro e do sistema nervoso

– Melhora da memória e do raciocínio

– Proteção contra doenças cardiovasculares

– Maior força e resistência muscular

– Promove o bem-estar geral do corpo

– Gravidez e Lactação mais saudáveis

– Auxilia na prevenção a diferentes tipos de câncer

– Pode facilitar a perda de peso

Quanto devo tomar de vitamina D3 por dia?

A quantidade ideal de vitamina D, bem como a dose diária recomendada vai depender do paciente. Por isso, é importante analisar caso a caso, assim como medir a quantidade da substância por meio de exames de sangue para repor adequadamente o que falta.

Uma vez que o nível de vitamina D é influenciado pela exposição ao sol, ingesta de alimentos ricos na substância e condições gerais do paciente, é difícil estabelecer uma dose diária recomendada de vitamina D.

Idealmente, pessoas saudáveis, com exposição regular ao sol e dieta balanceada não teriam necessidades de suplementar vitamina D3. Porém, isso não acontece.

Mesmo no Brasil, onde tem sol praticamente o ano todo, é comum casos de insuficiência de vitamina D. Isso pode ser explicado dada a rotina corrida das pessoas e o uso de protetor solar.

Assim, a melhor alternativa é combinar o banho de sol, alimentação adequada e suplementação.

Dose diária de vitamina D por idade

A dose diária recomendada de vitamina D varia de país para país. No Brasil, não temos uma recomendação exata, sendo que seguimos as recomendações em vigor nos EUA.

Na tabela abaixo você pode ver detalhadamente a dose diária recomendada (DDR) de vitamina D nos Estados Unidos e as recomendações de VeganHealth.org.

Idade DDR EUA DDR VeganHealth.org
0-12 meses 10 µg (400 UI) 10 µg (400 UI)
1-70 anos 15 µg (600 UI) 15 µg (600 UI) – 25 µg (1,000 IU)
>70 anos 20 µg (800 UI) 20 µg (800 UI) – 25 µg (2000 UI)
Gravidez 15 µg (600 UI) 15 µg (600 UI) – 25 µg (1,000 IU)
Amamentação 15 µg (600 UI) 15 µg (600 UI) – 25 µg (1,000 IU)

 

Vitamina D dose diária: bebês

Embora a alimentação exclusiva com leite materno até os 6 meses seja essencial e possa suprir a demanda nutricional da criança, a suplementação de vitamina D é faz necessária durante esse períodoespecialmente em bebês que não tiveram uma introdução alimentar equilibrada.

Além disso, até os 6 meses, o bebê não deve se expor diretamente ao sol e, por esse motivo, não sintetiza vitamina D.

Dependendo do caso, o pediatra e o nutricionista poderão recomendar a suplementação de, em média, 400 UI de vitamina D ao dia até 1 ano de idade.

Porém, antes de mais nada, consulte o pediatra para verificar a necessidade e a dose recomendada.

Vitamina D dose diária: crianças e adultos

De forma geral, a recomendação para crianças acima de 1 ano até adultos de, em média, 70 anos, pode variar de 200 a 600 UI dia de vitamina D ao dia.

 

Vitamina D dose diária: idosos

Já para idosos, além da recomendação é maior, sendo necessário cerca de 800 UI ao dia. 

Esta dose pode ser maior em casos de doenças e situações como diabetes, doenças ósseas, doenças imunes e obesidade.

Vitamina D e exposição solar

Diferentemente das outras vitaminas, a vitamina D é produzida pelo nosso organismo. Por isso, apesar do nome, é na verdade um hormônio produzido a partir do colesterol quando a pele é exposta diretamente ao sol.

O precursor da vitamina D3 está presente na pele em sua forma inativa que somente é ativada quando a pele é exposta aos raios ultravioleta (UVB) vindos do sol.

Esta é a melhor e principal fonte de vitamina D para o organismo. Cerca de 90% de toda vitamina D provém desta ativação.

Assim, quanto mais exposto o corpo estiver ao sol, melhor será a produção de vitamina D. Porém, o protetor solar, assim como vidros e janelas impedem a ativação da vitamina.

Sabe-se também que a alta exposição ao sol pode desencadear câncer de pele. Por isso, para a estimulação da síntese de vitamina D3 pelo organismo, deve-se se expor braços e pernas ao sol por 5 a 10 minutos todos os dias, sem protetor solar.

De preferencia antes das 10h ou após as 16h, períodos em que os efeitos dos raios ultravioletas são menos prejudiciais. Dessa forma, poderá produzir vitamina D, sem prejudicar a pele.

Alimentos ricos em vitamina D

Alimentos de origem animal são ricos em vitamina D3 e podem auxiliar na melhora dos níveis sanguíneos da vitamina.

Entre os alimentos ricos em vitamina D estão:

– Óleo de fígado de bacalhau

– Salmão

– Atum

– Ostras

– Sardinha

– Leite

– Peixes em geral

– Ovo cozido

– Fígado de boi

– Iogurte

No entanto, mesmo consumindo altas quantidades desses alimentos, não será suficiente para suprir as quantidades diárias recomendadas de vitamina D, uma vez que poucos alimentos contêm quantidades expressivas e, além do mais, as fontes alimentares respondem somente 10 a 20% da vitamina necessária para os seres humanos.

O restante deverá ser obtido por exposição solar e com o uso de suplementos de vitamina D3.

Vitamina D3 Suplemento

A vitamina D pode ser obtida de 3 maneiras: exposição solar,  alimentação e suplementação.

Mesmo assim, é alto número de pessoas com déficit da substância, principalmente pela falta de banho de sol, inclusive em países ensolarados como o Brasil.

Por isso, o uso de suplementos de vitamina D3 se faz necessário.

Recomenda-se ingerir 1 gota ao dia do suplemento de Vitamina D3 em gotas Nutriblue ou conforme orientação de nutricionista e/ou médico. 

Cada gota do suplemento Nutriblue fornece 200UI.

Qual o melhor horário para tomar vitamina D3?

O melhor horário para tomar suplemento de vitamina D3 é acompanhado de uma refeição. Isso porque a vitamina D é lipossolúvel, ou seja, necessita de gordura para ser melhor absorvida.

Você pode optar por fazer suplementar junto com uma refeição durante a manhã, à tarde ou à noite.

Mas o ideal é que se consuma na refeição com maior teor de gorduras boas, que tradicionalmente é o almoço.

Porém, caso seu café da manhã contenha alimentos como ovo e manteiga, poderá ingerir a vitamina D nesta refeição sem problemas.

Para alcançar bons níveis de vitamina D no organismo é necessário tomar o suplemento nas doses indicadas diariamente. O estoque não é reposto de um dia para outro, podendo demorar algumas semanas dependendo dos níveis de deficiência da vitamina.

A suplementação de vitamina D está disponível em comprimidos, cápsulas e gotas. Devido à variedade de produtos disponíveis, a escolha deve ser baseada, principalmente qualidade.

Mantenha seus ossos fortes, previna osteoporose e fraturas ósseas. Aumente sua imunidade e diminua a incidência de gripes e alergias.

Melhore sua memória, previna doenças cardiovasculares, entre outros benefícios.

Amelhor forma de obter vitamina D3 e se beneficiar dessa substância é através da suplementação.Para isso, mantenha níveis adequados de vitamina D no organismo ao suplementar com a Vitamina D3 em gotas 30ml Nutriblue

Deixe uma resposta

Fechar Menu
15585

Inscreva-se agora e ganhe 5% de desconto em nossa loja!

15856
15585

Parabéns!
Use agora o cupom informado abaixo em nossa loja virtual!

vimdoblog

× Precisa de Ajuda?