como tomar oleo primola

Óleo de prímula

O Óleo de Prímula é rico em ácidos graxos essenciais que proporcionam muitos benefícios à saúde. Conheça quais são eles e porque incluir o óleo de prímula em sua rotina alimentar.

A Prímula (Oenothera biennis), conhecida popularmente por estrela-da-tarde, é uma planta herbácea, de folhas largas e longas, flores grandes e amarelas, originária da América do Norte que há anos tem sido utilizada para fins terapêuticos, principalmente na medicina indígena para o tratamento de ferimentos e hemorroidas.

De suas sementes é extraído o óleo de prímula, rico em ácidos graxos poli-insaturados, gorduras boas responsáveis pelos muitos benefícios do óleo de Prímula.

Entre as principais estão o ácido linoléico e o gama-linolênico, além do ácido esteárico, palmítico e oleico.

O óleo de prímula foi redescoberto e ficou conhecido por aliviar os sintomas da TPM e menopausa, uma vez que é um regulador hormonal natural. Porém, estes não são os únicos benefícios deste produto.

Mulheres e homens de todas as idades podem se beneficiar do óleo de prímula que possui também propriedade anti-inflamatória e ajuda a regular os níveis de colesterol, reduzir a pressão arterial, hidratar a pele, entre outros.

Quais os benefícios de óleo de prímula?

O óleo de prímula é composto por ácidos graxos essenciais, os quais nosso organismo não consegue produzir, mas que estão associados a diversos benefícios para a saúde.

Dentre os principais responsáveis pelos benefícios do óleo de prímula, está o ácido gama linolênico (GLA), um ácido graxo tri-insaturado da família ômega 6 com potente ação anti-inflamatória.

Dessa forma, o uso do suplemento de óleo de prímula ajuda a diminuir inflamações e pode ser um grande aliado no tratamento de doenças sistêmicas marcadas por inflamação crônica, como as reumáticas.

Em casos de artrite reumatoide e demais processos reumáticos, a suplementação contribui para redução da dor e inflamação.

Os ácidos graxos presentes no óleo de prímula também apresentam efeitos benéficos para a saúde cardiovascular.

Ele auxilia no controle dos níveis de colesterol, reduz a pressão arterial, melhora o fluxo sanguíneo, podendo ainda combater à agregação plaquetária e ajudar na prevenção dos acidentes vasculares cerebrais.

Certas doenças que afetam o sistema nervoso também podem ser combatidas com o óleo de prímula, tais como doença de Parkinson e esclerose múltipla.

As propriedades desse óleo colaboram para o fortalecimento do sistema imunológico e redução de crises de asma e alergias em geral.

O óleo de prímula ainda auxilia na saúde da pele, seja promovendo sua beleza ao aumentar a elasticidade e resistência da pele, ou para o tratamento de distúrbios da pele, tais como eczema, dermatite e psoríase.

Pode também melhorar casos de acne, assim como pele seca ou oleosa, pois ajuda a regular a secreção sebácea e na produção hormonal.

Sua ação sobre a síntese e equilíbrio hormonal é o que fez o óleo de prímula ser recomendado às mulheres para o tratamento e alívio de sintomas pré-menstruais e menopausa.

Sintomas como inchaço, depressão, irritabilidade, dores de cabeça, mamas dolorosas podem diminuir e em muitos casos desaparecerem com o uso contínuo de óleo de prímula.

Principais benefícios do óleo de prímula:

– Alívio dos sintomas de TPM e da menopausa;

– Ajuda a regular os níveis do colesterol;

– Contribui para o controle da hipertensão;

– Auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares;

– Ajuda a reduzir a agregação das plaquetas e evitar casos de trombose;

– Contribui para o tratamento de problemas de pele, como acne, eczema, psoríase e dermatite;

– Auxiliar no tratamento de artrite reumatoide;

– Fonte de ácidos graxos essenciais;

– Fonte de ácido linolênico;

– Atividade anti-inflamatória.

Para que serve o óleo de prímula?

O óleo extraído das sementes da prímula é um composto rico em ácido gama linolênico (GLA), principal responsável pela atividade terapêutica da Prímula com ação anti-inflamatória e fortalecedor do sistema imunológico.

Por conta disso, o óleo de prímula é recomendado como auxiliar no tratamento de inflamações crônicas, como protetor da saúde cardiovascular e no equilíbrio hormonal.

Sua ação anti-inflamatória se dá por sua participação na biossíntese de prostaglandinas, em especial na síntese da prostaglandina E1 (PGE1), a qual ajuda a reduzir inflamações, prevenir a trombose, melhorar os níveis de colesterol, fortalecer a parede dos vasos sanguíneos, entre outras ações.

Dentre as principais indicações do óleo de prímula estão auxiliar no tratamento da artrite reumatoide e nos sintomas da TPM e menopausa, mas seus benefícios vão além.

Está relacionado como auxiliar na esclerose múltipla, Alzheimer, câncer, esquizofrenia, síndrome da fadiga crônica, asma, distúrbios gastrointestinais, eczema, psoríase e acne.

É um grande aliado no controle da diabetes por melhorar o controle da glicose e reduzir a liberação da insulina.

A ação hormonal e anti-inflamatória do óleo de prímula o torna um composto eficiente para o tratamento de mazelas da pele, como a dermatite atópica, doença inflamatória crônica que provoca coceira e irritação na pele.

De modo que suas propriedades anti-inflamatórias agem diminuindo a sensação de coceira, e sua ação hidratante evita que a pele perca muita água, mantendo-a saudável.

Outra enfermidade da pele que se beneficia do óleo de prímula são as acnes. Causadas geralmente por questões de desequilíbrio hormonal, podem ser controladas tanto com a melhora do equilíbrio hormonal trazida pelo GLA quanto pela sua ação na melhora da saúde e hidratação da pele.

Desta forma, além de auxiliar na eliminação de acnes, também é um eficaz no tratamento e manutenção da saúde da pele, deixando-a bonita e hidratada.

Além dos benefícios já citados, o óleo de prímula é também ajuda a evitar a queda de cabelo. Isso porque essa condição está associada a questões hormonais na maioria dos casos.

Aliás, por conta desta sua atuação nos hormônios, o óleo de prímula também vem sendo utilizado para reduzir os sintomas da menopausa e TPM, como cólicas, dores nos seios, irritabilidade e ondas de calor.

Outro ponto para que o óleo de prímula seja eficaz contra os sintomas da tensão pré-menstrual é que durante o período menstrual, o corpo produz uma série de prostaglandinas e se inflama. O GLA interfere nessa produção e minimizando os sintomas. Por conta disso, também é muito útil para diminuir as cólicas menstruais.

O óleo de prímula também pode auxiliar em casos de ansiedade e alterações de humor, uma vez que os ácidos graxos presentes no óleo favorecem a fluidez e atividade cerebral, melhorando a neurotransmissão.

Estudos ainda estão verificando a ligação entre o óleo de prímula com a perda de peso, um dos dados visualizados é que a ingestão de óleo de prímula nos períodos pré-menstruais demonstra uma modulação hormonal nas mulheres, podendo ser ocasionar em uma diminuição da retenção hídrica, mas nada comprovado cientificamente.

Além de melhorar o controle da glicose sanguínea e, consequentemente prolongar a sensação de saciedade e favorecer a diminuição do apetite, assim como reequilibrar a função hormonal e melhorar o metabolismo.

Como devo usar óleo de prímula?

Sugere-se ingerir 1 cápsula de óleo de prímula perto dos sintomas, ou conforme orientação do médico ou nutricionista.

Verifique antes de comprar a qualidade do produto e a sua composição. Uma das melhores composições do óleo de prímula são limpas, não possui aditivos químicos, deve ser composta por ácido gama linolênico, ácido linoleico.

Você deve ainda verificar o seu consumo de ômega 3 da dieta, uma vez que o óleo de prímula é rico em Ômega 6 e isso pode prejudicar a relação entre o Ômega 3/Ômega 6 da dieta.

A relação de consumo destes dos devem ser segundo a WHO/FAO é de 5:1 – 10:1 (Ômega 6/Ômega 3), ou seja, por exemplo, a cada 500mg de Ômega 6 precisa ter a ingestão de 100mg de Ômega 3.

Qual a dosagem do óleo de Prímula?

Não existe uma dosagem ideal estabelecida para o consumo de óleo de prímula, sendo que esta pode variar de uma pessoa para outra.

Porém, via de regra, o consumo diário fica entre 500 mg e 1000 mg do suplemento, mas em algumas condições específicas, essa dose pode ser outra. Por isso, o ideal é seguir a orientação do médico ou nutricionista. Somente estes poderão te indicar a dosagem ideal para o seu caso.

Em geral, para obter os benefícios do óleo de prímula, a quantidade de cápsulas precisa ser alinhada com o médico ou com o nutricionista, sempre verificando no mercado as melhores opções do óleo de prímula.

Para o alívio dos sintomas da TPM e reequilíbrio hormonal, a dose pode ser maior e aumentada para 3 vezes ao dia ou de acordo com indicação do médico ou nutricionista.

Normalmente, o consumo do suplemento de óleo de prímula não causa nenhum efeito colateral. Porém, em alguns casos, especialmente em ingestão em excesso, pode provocar sintomas como dor de cabeça, náuseas e enjoos.

A ingestão em grandes quantidades a longo prazo pode estar associada à casos mais graves, como maior risco de trombose, inflamação e imunossupressão.

Por isso, sempre respeite a dosagem de óleo de prímula indicada na embalagem ou pelo seu médico ou nutricionista.

Além disso,  pessoas com problemas neurológicos, distúrbios hemorrágicos, esquizofrenia, gestantes e lactantes devem consultar um médico antes de iniciar o uso do suplemento.

Ao comprar seu óleo de prímula, escolha uma marca confiável que garanta a procedência do produto.

Revisado por: Taynara Caroline da Silva – Nutricionista (CRN-3-49635).

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS ASSOCIAÇÕES DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE. Tensão pré-menstrual. Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina, 2011.

PAIVA, S. P. C.; PAULA, L. B.; NASCIMENTO, L. L. O. Tensão Pré-Menstrual (TPM): uma revisão baseada em evidências científicas. FEMINA, Rio de Janeiro, v. 38, n. 6, p. 311-315, 2010.

SANTOS, T; LOPES, G. Tensão pré-menstrual (tpm): fitoterapia baseada em evidências. Revista UNINGÁ, v. 24, n. 3, p.139-145, out./dez. 2015.

PRUTHI, S. et al. Vitamin E andeveningprimroseoil for management ofcyclicalmastalgia: a randomizedpilotstudy. Altern Med Rev., Sandpoint, v. 15, n. 1, p. 59-67, 2010.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Nutricionista - Taynara Caroline

Taynara Caroline

Instagram: @nutritaay

Ver Perfil

Nutricionista com 4 anos em experiência em consultoria em empresas, consultório, desenvolvimento de conteúdos para sites, blogs e redes sociais sobre qualidade de vida, saúde, bem-estar, emagrecimento, receitas e alimentos. 

Taynara Caroline é registrada no Conselho Regional em São Paulo, pelo CRN° 49635. Graduada pelo Centro Universitário São Camilo em São Paulo, SP em 2017 e Pós Graduada em Nutrição Esportiva Funcional na Instituição VP Centro Nutrição Funcional (2019) Além disso possui curso de Personal Diet pelo centro SENAC.

Nutriblue

Nutriblue

Suplementos Nutricionais e Vitaminas

Posts Relaciondos

Fechar Menu
15585

Inscreva-se agora e ganhe 5% de desconto em nossa loja!

15856
15585

Parabéns!
Use agora o cupom informado abaixo em nossa loja virtual!

vimdoblog

× Precisa de Ajuda?