Cúrcuma para que serve

Cúrcuma para que serve?

A introdução de novos alimentos com potencial para trazer benefícios para o organismo vem sendo cada vez mais estudada e disseminada.

Estes alimentos contam com moléculas e compostos que auxiliam em diversas partes do organismo, exercendo funções e benefícios no sistema imunológico, sistema cardiovascular entre outras áreas.

Aprofundo mais sobre as ações destes alimentos, muitas ervas e especiarias contém funções antioxidantes, que são capazes de reduzir a quantidade de radicais livres, sendo hoje, uma das causas do envelhecimento celular e o início de algumas patologias.

Possuem também ação anti-inflamatória, auxiliam no intestino e na microbiota intestinal, e em outros processos.

Umas dessas especiarias em questão é a cúrcuma. Cúrcuma, também conhecida como Açafrão da Terra, é uma especiaria muito antigo e vem sendo cada vez mais utilizada pela população tanto pelo seu sabor característico mais também pelos seus benefícios atrelados ao seu principal composto bioativos, a curcumina.

A Cúrcuma é utilizada como tempero de comida, assim como especiaria para ser acrescentada no chá, em vitaminas, sucos etc. O seu uso pode ser amplamente distribuindo, desde pratos mais gourmet, como pratos mais comuns.

Não é de hoje que a prática de utilizar especiarias, ervas, plantas como parte coadjuvante e tratamento para algumas doenças e distúrbios. Essa prática já é muito bem reconhecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Os indígenas já utilizavam essa prática a muitos anos, décadas e na medica tradicional chinesa e ayurveda.

Então, já se sabe que o uso dessas ervas, bem como plantas e chás são amplamente estudados, pois eles contribuem contra doenças crônicas e na proteção das células contra a ação dos radicais livres.

Sabendo disso, a cúrcuma é umas das especiarias mais estudadas pelos seus benefícios. Foram encontradas mais de 13.700 estudos sobre cúrcuma, sendo artigos, trabalhos, teses, estudos com grupos, randomizados etc.

A cúrcuma (cúrcuma longa) é da família da família Zingiberácea, tendo como principais funções: anti-inflamatórios, antibacterianos, antifúngicos e antioxidantes. Os benefícios aqui presentes são atrelados pelos compostos fenólicos.

A cúrcuma não possui somente a curcumina de compostos bioativos, também é encontrado em sua composição: demetoxicurcumina   e   bisdemetoxicurcumina. 

Quais são os benefícios da cúrcuma?

A cúrcuma pode trazer benefícios como anti-inflamatório e antioxidante, sendo está última sendo responsável por diminuir os efeitos deletérios do excesso dos radicais livres.

Os radicais livres são substancias que agem como “toxinas” no organismo, no excesso podem trazer malefícios as células e ao organismo.

Os radicais livres são produzidos a todo momento no organismo, são os produtos finais das trocas químicas.

Para que aja uma neutralização destas moléculas, precisa-se ingerir todos os dias boas quantidades de antioxidantes, que são moléculas que “grudam” nos radicais livres e os transformam em moléculas menos “danosas”. Vitaminas como A,C, D e E são ótimos antioxidantes. Bem como outros compostos bioativos como luteína, zeaxantina e por fim a curcumina.

Estudos mostram que muitas doenças metabólicas se iniciam pelo o excesso de radicais livres, que não são neutralizados e com isso ficam dentro das células em excesso, danificando material genético DNA.

Por isso, deve-se incluir fontes de antioxidantes na alimentação e/ou via suplementação.

A ação da cúrcuma vai além da neutralizam dos radicais livres, isso porque ela tem um efeito duplo, ou seja, além da cúrcuma auxiliar a neutralizar os radicais livres também estimula os mecanismos antioxidantes do próprio corpo.

Outra propriedade benéfica da cúrcuma é a sua ação anti-inflamatória, capaz não só de auxiliar na redução das inflamações já presentes, como também dar um “empurrãozinho” no sistema imunológico, deixando o organismo mais resistente a doenças e infecções.

Segundo Kim et.al (2013) a cúrcuma tem efeitos positivos no fígado, sua função se deve a sua proteção nas células, os hepatócitos.

A cúrcuma contribui com a redução dos níveis das enzimas do fígado como a AST (aminotransferase) e ALT (alamina transaminase). Normalmente, o aumento dos níveis destas duas enzimas estão relacionadas com distúrbios associados com o fígado, inflamação, gordura no fígado (esteatose hepática), cirrose, entre outros.

Porém é o médico que deve fechar o diagnóstico que estaria ocasionando a elevação dessas enzimas.

Pessoas que tem uma má alimentação, pode também ter o aumento dessas enzimas, e evoluir para quadros como esteatose hepática. A atuação da curcuma é justamente na diminuição dessas enzimas, pois ela age como um anti-inflamatório natural.

O estudo demostrou uma dose alta e correlacionou que não houve efeitos colaterais com

Outra função e benefício da cúrcuma é sua relação com a saúde intestinal, ela pode ser utilizada como um anti-inflamatório natural, e contribuir com a diminuição de dores relacionadas com gastrite por exemplo.

Um dos benefícios da cúrcuma relacionadas ao sistema imunológico é sua capacidade de aumentar a tolerância imunológica a agir contra alergias, como rinite.

Com isso, além dela dar um grow up no sistema imunológico, ela ajuda a longo prazo a diminuir as crises e a frequência das crises alérgicas.

Estudos mais complicados estão sendo realizados para averiguar os benefícios da cúrcuma em alguns tipos de câncer. Até então, sabe-se que a cúrcuma seria um tratamento coadjuvante para alguns os efeitos colaterais causados pela radioterapia, que ´tratamento utilizado para diminuir a velocidade do câncer.

A radioterapia é um tratamento que deixa a pessoa muito debilitada, causando lesões na pele, dermatite etc. Ainda não se tem um tratamento para evitar o surgimento dessas lesões, no entanto, a cúrcuma em um estudo realizado na Índia mostrou resultados, sendo utilizada como pomada juntamente com outro componente.

Foi observado que está pomada a base de cúrcuma foi capaz de diminuir os danos causados no DNA pela radioterapia, contribuindo com o tratamento de radiodermatite.

A cúrcuma no exericio físico também demostra efeitos promissores. Justamente porque é no treinamento resistido que ocorre o rompimento das fibras musculares, por gerar essa inflamação aguda no musculo, faz com que gere dor pós muscular.

A cúrcuma seria uma estratégia para diminuir a dor pós treino.

No entanto, é importante saber utilizar, pois sabemos que para ocorrer as adaptações de hipertrofia, ou seja, aumento de massa muscular, precisa se ter a dor muscular e precisa dessa recuperação, então, para pessoas que estão iniciando o processo de hipertrofia e estou gerando ainda adaptações, a cúrcuma não seria indicada.

No entanto, para praticantes que já estão habituados com o treinamento e que estão em fase de competição ou uma fase de cutting, a cúrcuma é muito bem-vinda.

A cúrcuma por ter funções antioxidantes e antiinflamatórios pode contribuir com o controle do perfil lipídico, ou seja, pessoas que possuem alterações no colesterol LDL, VLDL e HDL.

É importante salientar que a base da alimentação deve estar ajustada, ou seja, mais alimentos benéficos e saudáveis e menos alimentos industrializados para realmente se ter benefícios adicionar da cúrcuma. A prática de atividade física também é essencial para este fim.

Benefícios da Cúrcuma:

  • Ação antioxidante,
  • Auxilia contra desordens neurológicas
  • Eficaz contra processos inflamatórios
  • Ajuda a impulsionar o sistema imunológico: antibacteriana, antiviral, antifúngica,
  • Auxilia no processo de destoxificação do fígado
  • Ajuda a reduzir dores de estômago
  • Tratamento complementar no tratamento de problemas gastrointestinais
  • Diminui crises alérgicas
  • Melhorando perfil lipídico
  • Melhora recuperação muscular.
  • Ajuda a amenizar flutuações de humor (ansiedade, irritabilidade, fadiga)
  • Combinada com outros compostos bioativos, inibe a lipogênese

Como usar a cúrcuma?

Hoje em dia está mais fácil de se ter os benefícios da cúrcuma, isso porque você pode incluir ela na alimentação em preparações como ovos mexidos, feijão, arroz, pode adicionar em shots matinais, pode adicionar em vitaminas e sucos. Sua eficiência e biodisponibilidade aumenta com a presença de outra especiaria, a pimenta preta.

A suplementação é outra maneira de se conseguir as doses de cúrcuma. Por se tratar de um alimento que não tem ainda uma dose regulamentada pelos órgãos de saúde, normalmente é encontrado nos suplementos doses entre 20mg a 100mg.

Sabe-se que para alcançar benefícios é preciso ter doses mais altas, entretanto, não se medique sozinho.

A suplementação de cúrcuma, bem como qualquer suplementação, precisa ter o acompanhamento do nutricionista. Isso porque para cada tipo de objetivo existe uma dosagem, seja para funções no sistema imunológico, sistema gastrointestinal, alergias entre outros.

Por isso o caminho mais fácil para você obter resultados para o seu objetivo com a suplementação é com as orientações do nutricionista.

Vale ressaltar que é necessário ter uma base alimentar rica em vegetais, frutas e legumes, a prática de atividades físicas para qualquer suplementação ter efeitos promissores.

A suplementação de Cúrcuma pode ser uma ótima estratégia para atingir doses um pouco mais elevadas de cúrcuma, visto que muitas vezes, as quantidades adicionadas da cúrcuma como tempero são poucas.

Sempre busque suplementos com selos e certificados de qualidade. Verifique sempre os rótulos e lista de ingredientes.

Redatado por: Taynara Caroline da Silva – Nutricionista CRN-3-49635

CARNEIRO, Josiane Aparecida; MACEDO, Darla Silverio. Cúrcuma: principios ativos e seus benefícios para a saúde. RBONE-Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, v. 14, n. 87, p. 632-640, 2020. Disponível em: http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1336/998

CECILIO FILHO, Arthur Bernardes et al. Cúrcuma: planta medicinal, condimentar e de outros usos potenciais. Ciência Rural, v. 30, p. 171-177, 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbfar/a/9zJz7Y53JXgfMSRvF3H3dFM/?lang=pt&format=pdf

Kim, S.W.; Há, K.C.; Choi, E.K.; Jung, S.Y.; Kim,  M.G.;  Kwon,  D.Y.;  Yang,  H.J. et al,. The    effectiveness    of    fermented    turmeric powder   in   subjects   with   elevated alanine transaminase levels:  a  randomised  controlled study.BMC Complement  Altern  Med. Vol.  13. 2013

 

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Nutricionista - Taynara Caroline

Taynara Caroline

Instagram: @nutritaay

Ver Perfil

Nutricionista com 4 anos em experiência em consultoria em empresas, consultório, desenvolvimento de conteúdos para sites, blogs e redes sociais sobre qualidade de vida, saúde, bem-estar, emagrecimento, receitas e alimentos. 

Taynara Caroline é registrada no Conselho Regional em São Paulo, pelo CRN° 49635. Graduada pelo Centro Universitário São Camilo em São Paulo, SP em 2017 e Pós Graduada em Nutrição Esportiva Funcional na Instituição VP Centro Nutrição Funcional (2019) Além disso possui curso de Personal Diet pelo centro SENAC.

Nutriblue

Nutriblue

Suplementos Nutricionais e Vitaminas

Posts Relaciondos

Fechar Menu
15585

Inscreva-se agora e ganhe 5% de desconto em nossa loja!

15856
15585

Parabéns!
Use agora o cupom informado abaixo em nossa loja virtual!

vimdoblog

× Precisa de Ajuda?