qual melhor horario para tomar luteina

Qual o melhor horário para tomar a luteína?

A luteína é um carotenoide de cor amarelada que possui uma função muito antioxidante.

Sua função no organismo é extremamente importante, visto que sua proteção antioxidante pode melhorar condições de saúde ocular em idosos.

Algumas dessas condições que a luteína está envolvida é conhecida DMI (Degeneração Macular Induzida pelo Envelhecimento), que é caracterizada como uma doença progressiva.

A luteína tem efeito protetor na visão contra os danos causados pela luz em contato com os radicais livres.

A luteína serve como um filtro, protegendo a visão e dessa forma evitando as sequelas desta exposição.

A suplementação de luteína pode não apenas melhorar a diminuição da incidência desta condição ocular, como melhorar em outros aspectos que precisam de antioxidantes como pele, sistema cardiovascular, músculos, tecidos.

Todas as células frequentemente liberaram os radicais livres, como estas espécies de oxigênio são tóxicas em cesso no nosso organismo, podem contribuir e iniciar processos patológicos associados com doenças metabólicas.

Tanto a ingestão de luteína quanto a suplementação podem contribuir com a diminuição desses radicais livres.

Entretanto, os alimentos fontes muitas vezes não são priorizados na alimentação, e com isso, a luteína pode não ser parte de um contexto alimentar.

A suplementação seria uma maneira de melhorar os níveis de luteína no organismo, e assim contribuindo com o fator antioxidantes nos tecidos que necessitam.

Não existe um consenso sobre o horário de consumo da luteína, por se tratar de um carotenoide ela pode ser consumida após as refeições maiores como almoço e jantar.

Como tomar Luteína?

Pela suplementação de luteína não existe uma dose diária de recomendada de luteína, entretanto o mais comum no mercado é uma dosagem de 10mg/dia a 20mg/dia dependendo da orientação médica para qual intuito será utilizada.

Para quem Luteína é indicado?

A ingestão de alimentos fontes de luteína estão cada vez sendo menos ingeridos, isso porque muitas pessoas estão optando cada vez mais por deixarem de consumir comida com vegetais, proteínas, legumes para consumir lanches.

Esse fato é cada mais visível quando é verificado a incidência de doenças metabólicas como obesidade, hipertensão, diabetes mellitus e síndrome metabólica.

A luteína é um dos suplementos alimentares que pode auxiliar no aporte de antioxidante, proteção dos olhos, melhora na imunidade, diminuição do estresse oxidativo e bem estar.

É indicada para algumas funções especificas que só ela pode exercer. A primeira destas funções é sua proteção para os olhos.

Oferece uma proteção contra o contato da luz com os radicais livres. Se não existe essa função de proteção, iria se ter muitos danos decorrentes devido a exposição da luz, toxicas do meio ambiente, fumaça, poluição entre outros. Toda essa exposição forma os radicais livres que são substâncias danosas e degenerativas no organismo.

Na visão, os radicais livres podem desencadear processos de cegueira. A deficiência de luteína está associada a um aumento da DMI – Degeneração Macular Induzida pelo Envelhecimento.

Os olhos são particularmente vulneráveis pois a lente e a retina não sofrem uma renovação biológica.

A luteína fica em maiores concentrações na região macular da retina, está área é responsável peça visão focal e acentuada, necessária para leitura de livros ou direção de carro.

Alguns benefícios da luteína relacionadas a saúde ocular:

  • Melhora a função visual em pacientes com catarata ou DM
  • Melhora a visão de noite e dia
  • Diminui incidência de doenças oculares relacionadas com baixos níveis de luteína

Além dos seus inúmeros benefícios já relacionados com a saúde ocular, a luteína é um realçador ideal da saúde da pele.

Como ela tem a função de filtrar a luz azul, ela pode ajudar na prevenção de danos causados na pele.

Como os demais carotenoides antioxidantes e vitaminas, a luteína também atua na diminuição do dano oxidativo ocasionado pela radiação.

A suplementação pode ser uma estratégia adotada juntamente com a alimentação para a diminuição desse estresse oxidativo na pele, dando uma aparência saudável e diminuindo o envelhecimento oxidativo.

Os efeitos antioxidantes da luteína já foi demostrado diversas vezes em estudos para obtenção de melhores resultados nas doenças cardiovasculares.

 Foi observado que a luteína poderia ajudar na inibição da oxidação de LDL. Este fato promove efeitos antiinflamatórios pela luteína nas artérias.

Cientistas ainda tem em pauta os efeitos da luteína em algumas doenças como alguns tipos de câncer, e ainda estão sendo pesquisados outros benefícios da luteína tem sido incluindo: prevenção de danos ao DNA, modulação do sistema imune, indução da morte celular cancerígena e muito mais.

Por que devo tomar Luteína?

A ingestão de luteína pode beneficiar indivíduos que desejam melhorar os níveis de luteína no corpo. Com esses níveis de luteína, a saúde ocular, saúde da pele, tecidos e órgão podem se beneficiar com os efeitos antioxidantes da luteína.

Além de todos os benefícios relacionados com bons níveis de luteína, ela promove saúde no geral, mantendo o organismo em equilíbrio.

O seu efeito antioxidante propicia uma melhora significativa nos tecidos que precisam de antioxidantes, como músculos, coração, cérebro, olhos entre outros.

A baixa ingestão de luteína está correlacionada com algumas doenças oculares. As fontes alimentares de luteína muitas vezes não suprem as necessidades do organismo.

Por isso é importante a orientação individualizada de um nutricionista, para verificação das necessidades da suplementação.

Asuplementação de luteína pode ajudar a manter a sua densidade do pigmento ocular e reduzir riscos de doença oculares, e mantendo os seus níveis nos tecidos que possuem altos níveis de radicais livres.

A luteína é um nutriente seguro nas suplementações, normalmente vem em conjunto com a zeaxantina, que é outro carotenoide importante no organismo, as duas em conjunto exercem funções essenciais órgãos, tecidos, saúde e bem estar no geral.

Redatado por: Taynara Caroline da Silva – Nutricionista CRN3-49635

Moraes, F. P. (2006). Alimentos funcionais e nutracêuticos: definições, legislação e benefíciosà saúde. Revista eletrônica de farmácia, 3(2). Disponível em:https://www.revistas.ufg.br/ref/article/view/2082

SCHALCH, W. A importância dos carotenóides. Disponível em:http://nutricaoempauta.locaweb.com.br/ lista_artigo.php?cod=345.

STRINGHETA, P. C., NACHTIGALL, A. M., OLIVEIRA, T. D., RAMOS, A. M., SANT'ANA, H. M.P., & GONÇALVES, M. P. J. C. (2009). Luteína: propriedades antioxidantes e benefícios àsaúde. Alimentos e Nutrição Araraquara, 17(2), 229-238. Disponível em:http://200.145.71.150/seer/index.php/alimentos/article/view/268/261

VIVIAN¹, PATRÍCIA GOMES; FERRI, VALDECIR CARLOS. Alimentos ricos em antioxidantes eseus benefícios a saúde humana. 2013. Disponível em:http://cti.ufpel.edu.br/cic/arquivos/2013/CS_02342.pdf

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Nutricionista - Taynara Caroline

Taynara Caroline

Instagram: @nutritaay

Ver Perfil

Nutricionista com 4 anos em experiência em consultoria em empresas, consultório, desenvolvimento de conteúdos para sites, blogs e redes sociais sobre qualidade de vida, saúde, bem-estar, emagrecimento, receitas e alimentos. 

Taynara Caroline é registrada no Conselho Regional em São Paulo, pelo CRN° 49635. Graduada pelo Centro Universitário São Camilo em São Paulo, SP em 2017 e Pós Graduada em Nutrição Esportiva Funcional na Instituição VP Centro Nutrição Funcional (2019) Além disso possui curso de Personal Diet pelo centro SENAC.

Nutriblue

Nutriblue

Suplementos Nutricionais e Vitaminas

Posts Relaciondos

Fechar Menu
15585

Inscreva-se agora e ganhe 5% de desconto em nossa loja!

15856
15585

Parabéns!
Use agora o cupom informado abaixo em nossa loja virtual!

vimdoblog

× Precisa de Ajuda?